Home
Antônio Palocci deixou ontem o presídio de Curitiba, depois de quase 900 dias encarcerado, cumprindo uma condenação de 12 anos e dois meses, agora reduzida para 9 anos e 10 dias.

Em passado recente foi ministro da Fazenda, os melhores anos do Lula, Chefe do Gabinete de Dilma Rousseff, operador das campanhas presidenciais, e o grande articulador na área econômica dos anos dourados do ” governo popular”.

Mais poderoso, governando o Brasil, somente Lula.

Deixa a cadeia envelhecido, demonizado pelo PT, curvado sob o peso de mudanças profundas no país, e não menos em sua vida.

Uma das razões, pelo que se sabe, para decidir por uma colaboração premiada, teria sido a frase simples, quase banal, de sua esposa;

– Antônio, você não tem a vocação de Vaccari Neto.

A dramática transformação física de Palocci me remete a uma experiência pessoal.

Preso no dia 18 de dezembro de 69, depois de um fracassado assalto ao Banco Sotto Maior, na Zona Norte do Rio, do qual não participei diretamente, no dia seguinte me deparei, no interior do quartel do Exército na Barão de Mesquita, bairro da Tijuca, Rio, com o militante Fleury, quadro do PCBR, partido que promovera a ação.

Ninguém entrava naquele quartel, onde se torturava e matava, impunemente.

Eram os anos de chumbo da ditadura.

Já alquebrado, indagam se ele me conhecia; me olha detidamente, e responde que não.

Pela resposta, talvez eu tenha sobrevivido – de fato não nos conhecíamos – e tenho viva a memória seu rosto.

Seu pânico, seu massacre físico, e principalmente seus cabelos escuros.

Dois dias depois – 20 de dezembro – voltamos a nos encontrar.

Os torturadores queriam mais, e naquele momento percebo, apavorado, que os cabelos de Fleury haviam inteiramente embranquecidos.

Seu rosto, seus olhos, eram um flagelo.

Antônio Palocci deixou ontem o presídio, em situação, claro, menos dramática, pelo menos fisicamente, com os seus cabelos brancos, e o um rosto que envelhecera também precocemente.

Menos dramática, o digo fisicamente, mas internamente, no interior de sua alma, é possível que tenha virado um farrapo humano.

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas em pé, barba e terno

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s