Home

fhc-renan

O PMDB do B, atual PSDB, dividido em duas bandas, a do Jaburu e a das cabeças pretas, deu o primeiro passo.

Devolveu o Ministério das Cidades, a joia da Coroa do Poder Executivo.

O maior favorito para conquista-la é o partido mais envolvido – PP – nas bandalheiras inomináveis investigadas pela Lava/Jato desde que foi criada.

Aguinaldo Ribeiro e Gilberto Occhi, dois de seus deputados, não tivessem foro privilegiado, certamente estariam vendo o Sol quadrado.

Romeiro Jucá, líder do Governo (PMDB), legítimo, explica que com a reforma Temer terá 17 ministérios disponíveis no mercado de negócios.

O ministério das Cidades, apenas ele, oferece ao seu titular R$8 bilhões para serem manuseados e distribuídos em 2018.

Ano eleitoral.

Temer e seu grupo não estão vendendo suas almas, posto já empenhadas, falam as más línguas.

Ele e seu grupo, denunciados pelo MPF – ou já estão presos, ou investigados pela Justiça – continuam vendendo a alma do país, cada vez mais prostituída.

A aliança PT/PMDB/PP, do passado, agente de escândalos nunca antes vistos na coisa pública, continua no poder, com defecções, mas continua dominando as páginas policiais.

O PMDB do Rio de Janeiro, ontem, com sucessivas prisões ao longo do dia, mostrou isso.

A novidade é o desejo, irrefreável, do PMDB do B, atual PSDB, de permanecer no baile dessa aliança.

Mesmo sabendo que esta festa é a reprodução histórica do famoso baile da Ilha Fiscal, que sinalizou o fim de uma Era.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s