Home

Temer 11

Temer está avacalhando a república.

Cooptou o Congresso duas vezes seguidas, escapando de uma denúncia irrecusável onde havia áudio e vídeo, e ainda de quebra afastou o procurador-geral da República.

No meio desse entrevero, obteve, na maior cara de pau, a absolvição das contas fraudulentas da Campanha presidencial de 2014, juntamente com Dilma Rousseff.

Esse singular feito, inédito, conquistou no plenário do Superior Tribunal Eleitoral, vitória comandada pelo amigo ministro Gilmar Mendes, que preside até hoje essa Corte.

O mesmo Gilmar Mendes, ministro do STF, que se soma ao grupo – Temer, Padilha, Augusto Nardes – e acaba de sacralizar o delegado Fernando Segóvia, com profundas conexões políticas dentro do “quadrilhão do PMDB”.

Sarney, consultor de Temer, vinha sugerindo há tempos o nome de Segóvia.

Com exceção de Gilmar, todos os acima citados são investigados, ou olhados com olho grande pela Lava/Jato.

Temer esperou a decisão da Câmara, o não envio de sua denúncia ao STF, e agora fez a mudança, articulada por Eliseu Padilha, Chefe da Casa Civil.

Padilha, como se sabe, conforme nos mostraram as planilhas da Odebrecht, era identificado, dentro da organização criminosa das propinas, pelas alcunhas de “Bicuíra”, “Primo”, e “Fodão”.

O país virou uma piada.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s