Home

Temer e o PMDB

 

Temer silenciou o ruído de seus crimes, já que o Congresso recusou que fossem julgados pelo STF.

Até porque o STF abriu mão da condição de última instância, e repassou tal prerrogativa às Casas comandadas por Rodrigo Maia e Eunício Oliveira.

Ambos precisando de reeleição para não caírem na república de Curitiba.

Vão recrudescer, por óbvio, os ataques da Cavalaria contra a Lava/Jato, por decorrência natural da força de gravidade.

Ninguém hoje, fora as pessoas honradas, quer saber mais de investigar criminosos de colarinho branco, tudo isso foi um espasmo passageiro, um ponto fora da curva.

Rodrigo Maia, o presidente da Câmara, já instalou uma Comissão Especial para se debruçar sobre o projeto enviado pelo Senado, com a rubrica de Renan Calheiros.

Bem, os dois, vamos adicionar o Temer, têm razões sobejas para derreter a Lava/Jato.

É questão de tempo, embora já esteja passando do ponto, essa sangria sem torniquete, entendem os liderados de Romero Jucá.

O país vive praticamente todas as crises, encontra-se no que se costuma chamar “tempestade perfeita”.

Crises econômica, fiscal, política, moral, de desemprego, de segurança, de imagem, e tudo o mais que se possa imaginar.

Só um inimigo a todos une; a desidratação da Operação Lava/Jato.

Até que tem resistido – mais de 3 anos – mas para tudo há limites, só não há para os canalhas e bandidos que hoje governam e administram o país.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s