Home

Lula e Moro

O Datafolha diz agora que Lula vence no 2º turno das eleições de 2018.

Ora, essas pesquisas quantitativas, ora as pesquisas do Datafolha, ora, ora as  pesquisas antecipadas.

Em SP, Russomano, o deputado federal, sempre começa disparado. Doria, meses antes das eleições municipais de 2016, era carta fora do baralho.

Nas eleições presidenciais americanas, Trump, mesmo em boca de urna, perdia feio para Hilary Clinton.

No Brasil, os exemplos são permanentes.

Lula está na mídia, tem recall, um eleitor cristalizado, nada além de 18%, mas durante a campanha propriamente dita os desdobramentos são outros.

Nas eleições de 2016, todos que apoiou, perderam.

Vamos supor que escape da condenação em 2ª Instância, concorrendo, e ganhando as eleições.

Produz um novo paradigma em eleições majoritárias na história das campanhas políticas, em escala mundial.

Nunca houve, nessa raia, um candidato ganhar com mais de 40% de rejeição. Exceto se for candidato único.

Lula enfrenta uma rejeição entre 56% a 48%, levando em conta a margem de erro de 4%.

O ex-presidente tem cravado 52% de rejeição, em diferentes pesquisas, e ele sabe o que isso significa.

O resto é rota de fuga.

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s