Home

rocinha - guerra

O Houaiss a classifica como um complexo de perseguição, envolvendo formas crônicas até de delírio.

Imagino que toda a espécie do homo sapiens, e da mulher sapiens, nos ensinou a ex-presidenta Dilma Rousseff, já nasce com o sentimento de perseguição.

Pois bem; é o que vive o carioca hoje, inclusive o da Zona Sul, uma vez que a Baixada fluminense e o Subúrbio há tempos conhecem os dias e noites de terror.

A violência agora aportou à gente protegida da Zona Sul, entre as quais eu me incluo.

O levante das 6 favelas, nesta semana, generalizou a paranoia.

A boataria come solta, as redes de whatsapp anunciam tiroteios, casas invadidas, traficantes circulando nos bairros da Gávea, Jardim Botânico, Alto Leblon, Botafogo, Humaitá, Tijuca, comprando “quentinhas”, e há quem diga até mesmo recebendo solidariedade.

A gente dourada está em pânico.

Claro que estão encurralados na Rocinha, precisam furar o cerco, buscam rotas de fuga, e claro que, um clima desse, nada melhor para a implementação do medo.

E o medo é ladino, contagioso, se alastra feito conjuntivite na capital de Cuba, onde recentemente fui vítima.

Tanto é verdade, que embora vacinado, tranquilão, tive o cuidado, durante esta postagem, de algumas vezes de ir às três portas de minha casa, e conferir se estavam de fato trancadas.

Pelo sim, pelo não, amanhã convoco um chaveiro, e vou reforçá-las com trancas de aço.

No resto, estou super tranquilo, super calmo.

Ia esquecendo, como o seguro morreu de velho e o desconfiado está vivo, estando em casa, a cada 2,3 horas vou à portaria do prédio e confiro se os funcionários têm visto pessoas estranhas. 

No mais, tudo bem…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s