Home

Raquel Dodge e Gilmar Mendes

Não se está fazendo nenhum patrulhamento de Raquel Dodge no comando da PGR, substituindo Rodrigo Janot, que sai amaldiçoado por todos os envolvidos, e os não envolvidos diretamente na Operação Lava/Jato.

O que lembramos são certos detalhes, um  deles que ao assumir não emitiu nenhuma referência à Lava/Jato.

Em sua posse estiveram Temer e todo o seu estado-maior, hoje investigado, alguns afastados, e outros já cumprindo pena.

Jucá, Padilha, Moreira Franco, Geddel e Loures, Cunha, Renan, estão todos impregnados de boas novas, figuras notáveis do PMDB que preside  o país. 

O mesmo não aconteceu na despedida de Janot, 6a feira, onde nenhum destes se fez presente.

Vale o povo, o sujeito anônimo que vem torcendo pela Lava/Jato, repetir Maquiavel:

– Desconfie do amigo que vive numa boa com seus inimigos.

Observando a foto com atenção, feita hoje, até parece que Gilmar Mendes, ministro do STF, inimigo figadal de Rodrigo Janot, a convida para dançar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s