Home

Lula e Moro

 

Nunca neste país, um réu, durante um julgamento, insistiiu em chamar, pejorativamente, uma procuradora do Ministério Público, de “querida”.

Qualquer um outro, sairia da sala do tribunal preso. Por óbvio.

E, não parou aí.

Levantou dúvida quanto à isenção, imparcialidade, do juiz que o julgava.

Até quando o país vai suportar tanta prepotência, irresponsabilidade, e falta de respeito às instituições?

Este é o preço que os intelectuais, a Igreja, a esquerda, a classe média está pagando, entre os quais me incluo, 15 anos depois, por ter acreditado nas falácias de um político populista, demagogo, respaldado por um partido – PT – sem autonomia de voo, sem soberania para lhe dar limites.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s