Home

Temer e Janot

Janot disparou suas últimas flechadas, atacado por todos os lados, demonizado, solitário, patrulhado de forma implacável.

Abriu a guarda, algumas vezes, mas, não esqueçamos nunca, enfrentou os poderosos, bateu de frente com as mais agressivas organizações criminosas, não foi poupado por nenhum partido.

É cedo para julgá-lo, concordamos, mas até hoje, nenhum Procurador foi tão longe, avançou no limite, quem sabe um pouco além, ameaçou e prendeu uma República apodrecida, regida pela impunidade.

Sua vida virou um inferno, assim como a de Sergio Moro, Deltan Dalagnol, e tantos outros.

Mas, imagino, as pessoas de bem, tão cedo não vão esquecê-lo.

Quem sabe terão de Janot a memória de um homem que disse NÃO aos corruptos, aos vendilhões da nação, aos canalhas, que, com pele de cordeiro, nunca deixaram de ser lobos do povo brasileiro.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s