Home

Palocci e Lula

O depoimento de Palocci ontem, dia 6 de setembro, véspera ao juiz Sergio Moro, revela que logo após a posse de Dilma, Lula e Emilio Odebrecth firmaram “um pacto de sangue”.

O Grupo Odebrecht temia a insanidade de Dilma, temia que ele não continuaria os acordos que Lula cumpria com religiosidade e presteza.

Daí o “pacto de sangue”, traduzido em benesses que chegaram até mesmo a assustar o ex-presidente.

O ministro de Lula e Dilma, Antônio Palocci, hoje, transformou-se no coveiro do ex-presidente, já que vai ser difícil dizer que esse depoimento emana de um inimigo do PT.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s