Home

Lula e Joesley 2

” Aí o Janot, espertão, o que o Janot falou? ‘Bota pra foder, bota pra foder, põe pressão neles para entregar tudo’. Mas não mexe com eles'”.
 
Um dos trechos, são muitos, quatro horas de “pornografia”, no sentido simbólico, e concretamente, conforme este texto acima, pronunciado por Joesley Batista, capo di tutti capi de um conglomerado de empresas multinacionais, inclusive o maior produtor de carne processada do mundo.
 
Joesley Batista, vale lembrar, foi um dos “campeões nacionais” criado por Lula e o seu PT, patrocinado pelas benesses do estado brasileiro, benesses que significaram venda de emendas, juros subsidiados, empréstimos escandalosos via BNDES, Caixa Econômica, BB, afora outros favores.
 
Tudo o que está sendo revelado nos causa repulsa, dado o rol de bandalheiras e crimes.
E, no entanto, há também uma reprovável repulsa ao verbo, ao linguajar chulo, à conversa rasteira, emitida por um dos empresários que constavam na agenda petista como um dos atores para consolidar um projeto de Poder que deveria ter não mil anos, mas pelo menos 2 ou 3 décadas.

Um pensamento em “Repulsa ao Verbo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s