Home

 

Existe a lenda da sabedoria das viagens. Seriam os deslocamentos que viabilizaram a espécie humana, é o que se diz.

Talvez não não proceda.

Não poucos países têm nessa crença a sustentação de sua economia.

Hoje temos Cuba, França, Itália, Espanha e tanto outros alavancados pelo desejo permanente de viajar.

Xavier de Maistre, no clássico “Viagem à Roda de Meu Quarto”, mostra com clareza que as viagens interiores são soberbas e profundas.

Machado fala das viagens interiores, riquíssimas, e ele próprio, certamente a mais lúcida cabeça de seu tempo, nada conheceu, visualmente, além das terras fluminenses.

Nem por isso deixou de perceber, como poucos, o planeta Terra e seus ocupantes.

Se viajar determinasse sabedoria ninguém seria mais sábio que marinheiros, comissários de bordo, pilotos de avião, modelos de passarelas.

Toda essa gororoba para dizer ter sido um encanto rever o Caribe, rever a Serra da Bocaina, no Brasil.

E mais; nos enriqueceu, e não nos tornou sábios porque jamais o seremos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s