Home

rodrigo maia e temer

Temer, no espaço de dois dias, é o que vazou pela imprensa, liberou verbas num montante de R$13,4 bilhões, evitando assim ser investigado pelo que disse e ouviu, gravado, em aúdio e em vídeo, com Joesley Batista.

Bem, houve ainda R$1,9 bilhão de emendas para os parlamentares cúmplices dessa jogada, vamos imaginar no mínimo imoral.

Decisão acontecida num país submetido a um arrocho fiscal, vivendo deflação, convivendo com 14 milhões de desempregados, e sem nenhum perspectiva concreta de que estamos saindo da crise. 

Eduardo Cunha, conforme dizia Moreno, é o “Coisa Ruim”, e disso parece não haver dúvidas.

No entanto, presidindo a Câmara dos Deputados, abortou a PEC da Bengala – o STF teria hoje uma outra composição –  e a não a regulação da imprensa, sonho prioritário do PT, e de resto de todos os governos autoritários.

Essa patifaria de Temer, obstrução de Justiça, podemos imaginar, não saberíamos dela caso a regulação da mídia – já acontece na Venezuela –  perseguida pelo PT e por Lula, tivesse acontecido.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s