Home

Lula e Eike

Há uma leitura que o país vive tempos nebulosos.  

Lorota. Temos um tempo virtuoso.

As instituições têm resistido.

Resistido a um presidente formalmente denunciado pelas próprias instituições do estado, como corrupto.

E que caminha, sangrando, patético, a cada dia, para a inevitável queda.

Uma ex-presidente enxotada, sem um único tanque nas ruas, pelo conjunto da obra.

Seu antecessor, que viabilizou seus dois mandatos, e que deixou o poder com mais de 80% de aprovação, corre o risco, sério risco, de breve ser detido, posto já réu em cinco ações penais.

O maior partido de oposição, que ocupou o poder por oito anos, e há bem pouco favorito para voltar ao Planalto, mergulha numa bacia amazônica de patifarias, e vê um de seus líderes flagrado, de forma humilhante, pedindo propinas, reproduzindo as bandalheiras que vinha denunciando.

Há um país chocado com tantos trapaceiros-.

Bobagem.

Há pouco tínhamos o país da impunidade, quase do silêncio.

O silêncio não produz revolta, faz parecer harmonia, mas apodrece os alicerces da ética, da lisura.

Um roubinho aqui, uma mentira deslavada acolá, bandalheiras denunciadas com estardalhaços, e nunca se prendia ninguém, tampouco eram exigidas reparações pecuniárias.

Prisão apenas para os ladrões de galinha.

Desde o mensalão o bicho tá pegando.

Até quando? Ninguém sabe.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s