Home

O confronto de ontem, no STF, entre os ministros Luís Roberto Barroso e Gilmar Mendes, o que mais uma vez devolveu este último às manchetes da mídia nacional, por associação, no faz resgatar a figura de um outro ministro, Joaquim Barbosa.

Eram os tempos do mensalão, e a chapa na suprema casa da Justiça brasileira já revelava temperatura alta, sem prejuízo de que Gilmar Mendes, é de sua natureza, é o que parece, não perde oportunidade de entrar em confronto com seus pares.

Naquele episódio certamente ouviu o que jamais imaginaria acontecer, uma vez que Joaquim Barbosa, por pavio curto, é o que parece, não costuma lever desaforo para sua casa.

Foi, certamente, um momento histórico. Pode-se aventar; inesquecível. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s