Home

A antiga Lagoa dos Socós, eram muitos no passado, hoje Rodrigo de Freitas, em verdade é uma “laguna”, já que mantém um braço estendido ao mar.

“Lagoa” não tem essa comunicação.

É D. João VI, sempre ele, que constrói em seu entorno, a partir de 1808, uma fábrica de pólvora, já que a cidade vivia  o risco de invasão, conforme já acontecera no passado.

A lagoa já se prestou para a cultura da cana de açúcar, e mais tarde muitas fazendas aqui se instalaram.

A história da lagoa Rodrigo de Freitas, assim como a da cidade, é a história dos aterros, que se multiplicaram a partir de 1970 com a especulação imobiliária.

Onde hoje é o Jockey Clube, não faz muito era a Lagoa, e suas enchentes, acontecem desde que o mundo é mundo, claro que agravadas agora pela ocupação humana criminosa e desordenada.

Já nos anos 40 do século passado, essas enchentes eram cantadas pelos artistas da época.

Agora, virou isso que vocês estão vendo.

Ontem, cobras e ratos fugiam, ao logo da rua Jardim Botânico, da enchente “amazônica”.

Tempos modernos, diria Carlitos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s