Home

Dilma é afastada da Presidência da República

Por quem Lula chorou?

No dia em que a Câmara dos Deputados iniciou o processo da cassação de Dilma, Lula, alma sensível, todos sabemos, teria chorado três vezes.

E o fez, ele e Dilma, recolhido ao banheiro da sala, onde os dois acompanhavam a votação do impeachment.

Sua criatura, Dilma, segundo a revelação de Lula, não verteu lágrimas, talvez, quem sabe, alguns palavrões, código dominante de comunicação nos anos dourados da Era PT.

Teria ficado praticamente fria, indiferente, sobrevoando, parecia, o lago de Paranoá, é ainda Lula que o diz.

O choro diante das tragédias, das perdas irreparáveis, é sempre uma questão subjetiva, pessoal.

Sente mais dor quem o faz aos berros, aos gritos, ou quem, sem nada expressar, em silêncio permanece?

Há um clássico da literatura americana – “Por Quem os Sinos Dobram” – de Hemingway, onde se faz a narrativa da Guerra Civil espanhola, antessala da 2ª Grande Guerra, em que se diz, salvo trapaça da memória, que nenhum ser humano é uma ilha, e que, portanto, devemos chorar por todos.

Por quem Lula chorou, por Dilma, pela sua queda, já que não poucas vezes lhe advertira, embora ela não o ouvisse?

Chorou por sua teimosia, sua intolerância, onde claro ficou que a soberba à cabeça lhe subiu?

Por quem Lula chorou?

Pelo PT, pelos sonhos naufragados, pelas decepções produzidas, pelas seduções a que não soube resistir? 

Por seus companheiros terem se lambuzado no poder?

Pelas negociatas do mensalão, com as quais de fato se desvencilhou de Dirceu, e logo depois de Palocci?

Por quem Lula chorou?

Pelos trabalhadores, que tanto nele acreditaram, e que hoje, a cada dia, são postos no olho da rua, conduzindo, internamente, a certeza que a família vai se desagregar?

Estará chorando pelo estelionato da inclusão social, da casa própria, das terras distribuídas aos sem terra, que não passaram de sonhos, de uma noite de verão, e que agora viraram pesadelo?

Por quem Lula chorou?

Por um país quebrado, inflação comendo no prato do trabalhador, recessão continuada, e as expectativas de um país melhor, mais justo, descendo ladeira a baixo?

Lula chorou, continua chorando, por ele mesmo.

Chorou por sua família, pelos filhos fora dos eixos, cúmplices, é o que se supõe, de uma narrativa deplorável.

Chorou pela derrapagem de uma crônica de vida tão bonita e única, hoje maculada nos escândalos de um sitio que nega ser seu, um tríplex sem dono, e a ameaça de ver sua história pessoal atrelada às malfeitorias de um tempo de corrupção e mentiras.

Enfim, Lula está chorando por ele mesmo!

Esta postagem: 26/04/2016.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s