Home

Fábrica da Tramontina

Um trabalhador, ganhando R$1.500, custa o triplo para o empregador.

São os impostos sobre o trabalho, abocanhado pelo estado, os chamados “encargos trabalhistas”.

É uma desgraça que o trabalhador leve para sua casa, um terço do que custa, do que produz.

A maior patifaria é que os sindicatos, PT à frente, são contra a Reforma Trabalhista.

É possível no Brasil gerar emprego, criar uma firma, contratar pessoas, sem sonegar?

Pois é. A oposição hoje se coloca, de forma demagógica, contra a Reforma.

Há motivos, há razões.

O empregador não precisando sonegar, os encargos fiscais sendo compatíveis com os ganhos de sua empresa, fica blindado dos achaques, e isso não interessa à máquina do estado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s