Home

sede-do-governo-do Amazonas

A vida tem sido – ao longo dos séculos – uma trapaceira venal e velhaca.

A política, genérica da vida, sua filha bastarda, é outra senhora não menos venal, não menos velhaca.

Melo finalmente caiu. Demorou, mas terminou caindo. Caiu no tranco, no susto.

E esta queda é devida ao Senador Eduardo Braga, que foi à Justiça, bradou aos quatro cantos que havia sido fraudado, isto é, levaram sua vitória na mão gorda.

Pelo que se sabe, foi um Dom Quixote, não esmoreceu, houve até instantes em que a fraude, é o que dizem seus seguidores, seria reparada.

E não é que o diabo do Melo cai, de fato, quando já nem se esperava, e não repassam ao Eduardo Braga o que lhe seria devido?

Tudo por força dos casuísmos, das filigranas das leis?

Agora surge uma penca de aves gulosas – dizem que de rapina – todas sobrevoando, com seus bicos afiados e penetrantes, o Palácio das Tulherias.

E, o mais ingrato e perverso; é possível que a hora e  vez de Braga tenham passado.

O mais deplorável – são as trapaças da vida – é que Governador, Presidente da República, nem sempre  acontecem por mérito pessoal, desempenho político, senão resultado das patifarias do Destino.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s