Home

santana-lula-e-dilma

Edinho Silva, o ministro das Comunicações de Dilma, ganhou o ano passado uma prefeitura no interior de São Paulo.

Nem por isso está nadando de braçadas.

Na última eleição presidencial o PMDB decidiu compor chapa com o PT, o que representou 36,3% do tempo de propaganda de Dilma na Tv.

Mas o PT queria mais, segundo a delação de Alexandrino Alencar, então executivo da Odebrecht. Foi até Marcelo Odebrecht e pediu recursos para incluir na lista de propinas o PROS, PRB, PCdoB, PDT e PP.

Nascia ali, de forma triunfal, a chapa ‘Com a Força do Povo’, de Dilma/Temer”. 

Foi pedido “diretamente a Marcelo que pagássemos para que os líderes dos partidos PROS, PRB, PCdoB, PDT e PP formassem a chapa ‘Com a Força do Povo’, de Dilma/Temer” — relatou Alexandrino Alencar.

Mantega pediu R$ 57 milhões para os “partidos da base”. Marcelo negociou para R$ 25 milhões.

– Todos do comitê, formado por João Santana, Rui Falcão, Gilles Azevedo, pelo então ministro Aloizio Mercadante e Dilma, além de Edinho Silva, sabiam que a coligação “Com a Força do Povo” ocorria em razão da propina paga pela companhia, explicou Alexandrino Alencar.

Uma pergunta idiota, as eleições presidenciais de 2014, foram, ou não, fraudadas?

Tal processo, convenhamos escabroso, configura ou não um Golpe?

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s