Home

marlon-brando

marcelo-odebrecht

Excessivo uso de óleo de peroba, do presidente da Odebrecht, Marcelo Odebrecht, ao depor na CPI da Petrobras, fazer proselitismo da moral mafiosa, e revelar preocupação com a imagem da empresa.

Dizer que prefere punir a filha que aponta os erros da irmã, do que a autora do malfeito – nos vemos assistindo ao “Poderoso Chefão” – na interpretação eterna de Marlon Brando.

Marcelo, afrontando o bom senso do país, na maior cara de pau, aconselha que “devíamos cuidar melhor da imagem da Petrobras como das empresas nacionais”.

Ora, ora, por quem sois! Sois rei?

Pior foi a adulação de um deputado federal, aliás vários, durante o interrogatório de mentirinha, diante do suspeito.

Oh, raça!… E, no entanto, estão todos acima de quaisquer suspeitas.

Que diabo de advogado é esse que sugere ao cliente, mergulhado em acusações graves, a emitir tamanho Juízo?

Marcelo continua, até hoje, com a arrogância e a empáfia de um Lampião. Certo, ele é uma referência para seus parceiros de malfeitorias.

Não pode fraquejar, mas se o fizer, todos os seguirão.

Mesmo assim, a vida é perversa.

Quem garante se um dia, desde que continue onde está, ganhe a doçura e o jeito engraçado e doce de se expressar de uma Maria Bonita?

Neste mundo de Deus tudo que é sólido pode se desmanchar no ar!…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s