Home

Touro do Wall Street

Quase 170 anos após a publicação do Manifesto Comunista – 1848, na Alemanha – assinado por Marx e Engels, numa Europa em ebulição, temos hoje a “delação do fim do mundo”, com impacto contundente, não menor, no coração do capitalismo.

 

A delação dos 77 executivos da Odebrecht impacta o país e assusta o mundo, já que o poder de corromper, cooptar, enxovalhar as leis de oferta e procura, ganha a mídia internacional, mostra as vísceras das relações de mercado, e como opera a aliança dos abutres e as lideranças políticas do estado brasileiro.

O capitalismo vitorioso, que vinha ganhando desde a queda do Muro, o derretimento da experiência soviética, sofre agora um duro golpe com ” a delação do fim do mundo”.

Marx e Engels jamais imaginariam, vamos supor, ação tão corrosiva, numa ação guerrilheira sem precedentes, executada pelos diretores de uma das maiores empreiteiras de toda a América Latina.

Pode-se até imaginar, sem licença poética, que talvez sejam todos eles – os executivos da Odebrecht – quintas-colunas do Capitalismo, a serviço da revolução socialista, traidores,  infiltrados sibilinamente no mercado, nas relações burguesas.

Se vivo estivesse, e que falta faz, Eça diria que nada mais leviano que o juízo ligeiro.

Não demora os executivos da Odebrecht, vitoriosa a revolução socialista, serão resgatados como os grandes heróis, os pais construtores da derrota da exploração capitalista.

A história os absolverá!

xxx

 

Um pensamento em “O Manifesto Comunista da Odebrecht

  1. Caro Edilson,
    será necessário óculos ou algum pouco de entendimento para compreendermos que as contradições deste regime são próprias dele uma vez que expõe o ser humano à competição e ao lucro desenfreado exacerbando o poder, o que há de pior quando não fiscalizado pelo Povo?
    As práticas capitalistas não são essas, lobby, mentira, corrupção, e comsumo desenfreado, lucro a qualquer custo contamdo com uma imprensa seu a seu serviço.
    O Capital não possui ideologia, vale Tudo!
    Há que se falar de Comunismo como contraponto ao Capitalismo, mas como uma forma de analisar o Capitalismo e suas contradições.
    Quando o lucro é o objetivo da economia e a competição a relação entre os seres aparece o que há de menos humano em nós.
    Observem o nosso grande exemplo, a Capitalcracia Norte Americana, que cria inimigos para aumentar seu império e ficamos aqui admirados com o que eles são capazes de fazer para iludir até mentes brilhantes.
    Há que se falar de NATUREZA HUMANA ou de COMPORTAMENTO HUMANO?
    O comportamento humano não é moldado pelas relações de poder e relações de produção e distribuição das riquezas distribuídas.
    Por isso mesmo os índios são dizimados quando não são cooptados para o sistema…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s