Home

Um exército de quase 30 mil trabalhadores ergue no Pará a terceira maior hidrelétrica do mundo, uma obra controversa – pelo baixo rendimento da usina e pelo impacto no ambiente e nas populações de índios, ribeirinhos e habitantes de Altamira.

Um inquérito da Polícia Federal apura um suposto esquema de corrupção que, segundo investigadores, beneficiou dois partidos políticos: o PT e o PMDB, na construção da hidrelétrica de Belo Monte, no norte do Pará.

Ainda de acordo com as investigações, esses partidos dividiam uma propina de 1% do valor inicial da obra, de cerca de 15 bilhões de reais.

A operação policial se debruçou sobre a parte do esquema que repassava dinheiro para o PMDB. A parte do PT, por não envolver pessoas com foro privilegiado, tramita hoje na Justiça Federal do Paraná.

O custo inicial da obra, de 15 bilhões de reais, ao ser inaugurada, parcialmente pela ex-presidente Dilma Rousseff, já alcançava 30 bilhões.

Produção – Indiana Produções – Direção – Alexandre Bouchet – Roteiro – Edilson Martins e Bruno Martins

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s