Home

Rios 7

Vir ao mundo, e depois saber ter nascido nas barrancas de um rio desses, isolado de tudo, isolado das gentes, não deixa de ser bizarro e na contramão do que se imagina civilização, gente ilustrada, gente de outro planeta, gente que sabe ler, e até mesmo escrever.

Gente que quando surgia, oriunda do céu, não podia ser vista senão pelos buracos das janelas, pelas brechas das portas.

Gente poderosa, de imenso saber.

Naqueles longínquos tempos, que precederam a segunda Grande Guerra, da qual não tínhamos notícias, e que passaram praticamente em branco, sem termos a mínima ideia do que se tratava.

Dizia-se; se colocar numa fila reta, todas as “colocações”, todos os seringais, imensos, latifúndios sem fim, todos os rios, toda a mata, mesmo assim não chegaremos ao território da carnificina da Grande Guerra.

Eram mascates, os que tinham o dom da leitura, ou os turcos dos batelões, sabiam principalmente contar, às vezes um padre em desobriga, batizando, crismando, povo ateu vivendo sem a benção e proteção de Deus.

Gente amasiada, feito bicho, nem por isso com poucos filhos. Tudo, até então, heregezinhos, não abençoados.

A vida compreendida a partir das enchentes, continuadas, anuais, avassaladoras, que nada perdoavam, levavam tudo de roldão, não queriam saber de nenhum vacilo, quem for fraco que se cuide, quem for leso que fique atento.

E, no entanto, ricas e plenas de fantasias, com seus balseiros, terras caídas, congestionadas de expectativas, de desejos, na cabeça de crianças e adolescentes que do mundo nada sabiam, exceto de jacarés, onças pintadas, cobras sucuris, e muita bebedeira nas noites de festas, mato  adentro, intermináveis.

Tudo isso perdido na memória de tempos idos e vividos.

Mas, nunca olvidados.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s