Home

Lula e FHC

O Capo di tutti capi, Emilio Odebrecht, depondo em favor do filho, Marcelo, num dos capítulos mais dramáticos da Lava/Jato, disse ontem ao juiz Sérgio Moro que a propina, a corrupção “sempre existiu. Desde minha época, da época de meu pai”.

O alterado José Eduardo Cardoso, ex-ministro de Dilma, com mais empáfia, claro, foi mais longe, ensinando que “a corrupção começou quando Pedro Álvares Cabral aqui chegou. Consta que Pero Vaz, nas cartas pediu emprego ao rei do Brasil”, acentuando que ela tem dimensão estrutural, histórica e cultural”.

Bingo, a essa época o Brasil não tinha rei. Veio tê-lo três séculos após.

Oh, Zé Cardoso, dá um tempo.

FHC, não menos assanhado, veio com a bazófia de ser preciso separar o Caixa 2 para o partido, daqueles que se enriqueceram pessoalmente com a mesma fonte.

Conta outra FHC. E o seu filho dileto, vai ou não ser investigado?

FHC faz coro agora com toda a gang que visa anistiar achaques aos recursos produzidos pelos impostos pagos pelo povo.

Hoje pode-se dizer; PT, PSDB, PSB, PC do B, para nos atermos apenas aos partidos ditos de esquerda, são farinha do mesmo saco.

Farinha que azedou, apodreceu, produz mal cheiro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s