Home

indio-xinguano

foto: edilson martins

Pois é, o Carnaval, que não perdoa nada, no que faz muito bem, e os índios não escapam, oferece curiosidades.

Pena que seja apenas no Carnaval. Até porque a eles tanto devemos, e sequer o sabemos. E tampouco queremos saber.

A narrativa da escravidão foi e continua sendo feita; uma mancha que o país dificilmente apagará, já que foi o último a eliminá-la, atrás até mesmo de Cuba.

Nada mais pertinente.

E, no entanto, os primeiros escravos foram os índios.

Escravizados já no ciclo do pau-brasil, em 1500, continuaram no da cana de açúcar.

Pode-se garantir que durante dois séculos, 16 e 17, a escravidão no Brasil foi única e exclusivamente sobre os índios.

Há mais; os negros eram comprados e trazidos para sobreviverem. Eram torturados, mas não se perseguia matá-los.

Com os índios havia uma perversa diferença; eram caçados, aprisionados, e, os que resistiam, brutalmente assassinados.

Os que sobravam eram acorrentados e vendidos às fazendas e à mineração.

Estamos falando já do final do século 17.

Não esqueçamos nunca que, apenas na bacia amazônica, somavam mais de 5 milhões.

 Hoje, em todo o país, não chegam a 1 milhão de sobreviventes.

As Entradas e Bandeiras, lideradas pelos paulistas, executaram esse processo, matando, preando e exterminando nações inteiras, principalmente nas missões religiosas do Sul.

Motivo; já estavam aculturados,“pacificados”.  

Foram os índios que viabilizaram a conquista dos sertões, o ciclo do ouro, o desbravamento do país.

 Sem eles os portugueses continuariam reproduzindo os caranguejos, dependentes do litoral, não indo além dos 100 km da costa, pelo menos nos dois primeiros séculos de ocupação.

Teriam, sem isso, certamente, retardado, em séculos, a ocupação do território conquistado.

Por outro lado, sempre há outro lado, não teríamos a dimensão territorial que hoje temos, sem os paulistas, os bandeirantes, os desbravadores, tidos e havidos como criminosos natos. 

E que de fato foram. Não esqueça nunca.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s