Home

louca-paixao

Uma mãe, Simone Mendes, na Paraíba, negociava com o  amante, o militar Ricardo Alves, a entrega sexual de suas duas filhas menores, de 6 e 14 anos, quando foi descoberta pela polícia.

A delegada Yvna Cordeiro, responsável pela apuração, conta que em seu depoimento, Simone confessou padecer de uma paixão louca por Ricardo Alves, por sinal casado.

O episódio foi revelado porque a filha mais velha descobriu a troca de mensagens, entre os dois, no telefone de sua genitora.

Sabedor de ser o objeto de paixão de Simone, Ricardo, embora, vamos supor, nunca tenha lido Shakespeare, aplicou seus ensinamentos no dia a dia de sua vida;  argumentava e exigia que ela desse  a “maior prova de amor do mundo”.

O acerto é que eles dopariam as duas crianças, sim, uma de 6 anos apenas, o que assim facilitaria o estupro.

Há várias leituras.

Dois monstros, crime hediondo, mãe psicopata, policial digno não de uma pena de morte, uma vez que a morte é a solução de todas as nossas misérias, já nos ensinaram os gregos, bandido, e por aí afora.

Tudo o que se disser é pouco para qualificar o comportamento desses dois monstros.

No entanto, vamos nos deter no capítulo da paixão. Ela confessa, o que deve ser verdade, uma paixão louca, obsessiva, por Ricardo Alves.

Ora, a paixão, cantada pelos poetas, celebrada por muitos, é uma desgraça. Nela perdemos nossa identidade, referência, e o norte passa a ser o outro.

Vemos isso na paixão partidária, na paixão religiosa, na paixão política, na paixão pelo time, na paixão pelas nossas escolhas,  na paixão pela mulher, pelo amante, na paixão pelas nossas doenças.

Paixão, já registrou Machado, é uma tragédia, nos cega, nos deixa sem rumo. Nada mais desequilibrado, mais tonto, mais patético, que a paixão em todas as suas diferentes formas de manifestação.

(29/10/2015)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s