Home

ministro-celso-melo

O eminente e emérito ministro Celso de Mello devolveu a Moreira Franco o cargo de ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, concedendo-lhe, por tabela, o foro especial, prerrogativa sonhada por quem tem dezenas de citações emanadas das colaborações premiadas da Lava/Jato.

Celso de Mello foi mais longe.

Disse que um ministro “não dispõe de quaisquer benefícios adicionais ou vantagens processuais em razão da prerrogativa do foro de que é titular, sendo-lhe dispensada, nessa matéria, igualdade de tratamento aplicável a qualquer outro cidadão da República.”

Data vênia, ilustre ministro do STF, o mundo real é bem outro do que vossa excelência enxerga.

Entre 2011/2016, apenas 5,8% das decisões do STF foram desfavoráveis aos investigados. E, mesmo assim, a taxa de condenação inferior a 1%.

Há mais; o processo prescreve ou é enviado às instâncias inferiores, numa percentagem de 38% dos inquéritos, e 68% das ações penais.

Não existe país sem um Judiciário livre. OK. Mas ele não sabe tudo. É fundamental no início das pelejas.

Durante o processo, deixa de sê-lo. Até porque ele é, foi, e sempre será uma Corte política.

Enunciar o contrário, é bazófia, narrativa de platitudes, enfim, conversa de João sem braço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s