Home

“Lion – Uma jornada para Casa” é mais uma história real, levada ao cinema.

E quando isso acontece é preciso dramatizar, dramatizar muito para estabelecer uma ponte, um elo de sedução com o público alvo. Em casa, não, mas no cinema as pessoas adoram se emocionar, até mesmo chorar.

Certamente vai bombar. Se mais não fosse tem os apelos do dramalhão, da novela mexicana, coisas que Hollywood faz com maestria.

Não deixa também de revelar uma Índia de mais de um bilhão de habitantes, batendo recordes de avanços tecnológicos, segundo PIB do mundo, perdendo apenas para a China, mergulhada em pobreza.

Mais que isso; miséria, injustiça social, diferentes etnias, diferentes línguas, a religião dominando tudo, e a pedofilia, associada a milhares de crianças abandonadas, mostrando a face cruel do mundo, a face cruel da existência humana. 

O filme, claro, vai bombar, não exatamente por esses motimos. E sim pela sua bem ordenada carga dramática. Sem prejuízo de que a América hoje do Trump terá mais argumentos para hostilizar as produções de hollywood. 

Essa história de atriz branca apaixonada por um indiano, para essa gente, é um ponto fora da curva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s