Home

temerlula2

Temer está cumprindo o “Acordão”.

Com o Congresso dominado, Temer vai de fato mostrando para o que veio, conforme foi dito na conversa “grampeada” entre Jucá, Renan, Sarney e Sergio Machado, ex-presidente da Transpetro.

As validar as 77 delações da Odebrecht, a ministra Carmen Lucia retirou a tampa da panela de pressão, e em Brasília, no topo da pirâmide do Poder começaram as articulações.

O Fim do Mundo de fato começara.

Temer partiu para as medidas de contenção.

Foro privilegiado para Moreira Franco, o ideólogo da pinguela para o futuro.

Escolha de Alexandre de Morais para substituir Teori Zavascki, no STF, um sacrilégio à memória do jurista. Moraes padece de déficit de discrição, está longe de ser um técnico, e sempre tem revelado, em suas andanças saltitantes pelos partidos e grupos, uma lealdade canina.

É o que conta.

Gilmar Mendes, sempre ele, já pôs a boca no trombone; “temos um encontro marcado com as alongadas prisões que se determinam em Curitiba”. Mais desafeto da Lava-Jato, impossível.

Há mais; como vai ficar a prisão em 2ª Instância? Vai ou não vai cair? E os habeas corpus, numerosos, em defesa dos réus?

Não esqueçamos que quase uma dezena de operações perseguindo criminosos – Satiagraha, Banespa, Castelo de Areia, e tantas outras – derreteram, não passaram nas instâncias superiores.

Vejam bem; não tinham um terço das raposas felpudas denunciadas, em julgamento, ou já condenadas hoje.

Caso se confirme a escolha de Antônio Mariz de Oliveira, amigo in pectore de Temer, aquele que assinou manifesto comparando a Lava/Jato à Inquisição, nada mais há a especular, nada mais há a acreditar.

Temer escancara geral o projeto de derreter, conforme foi discutido no telefonema “grampeado”, acima citado.

Se não houver a voz rouca das ruas, Michel Temer e seu grupo, dissidência do lulopetismo que durante 13 anos governou o país, vão passar à História como os benfeitores dos malfeitores.  

O que temos hoje é a união indissolúvel entre os que apoiaram e os que protestaram contra a cassação de Dilma. Por óbvio.  

Os inimigos de ontem, hoje estão unidos, e têm agora um pacto de sangue.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s