Home

carmen-lucia-2

Até 3ª feira a Senhora há de viver os dias mais angustiantes de vossa vida.

Homologar, ou não, as 77 colaborações de executivos e donos da Odebrecht. Não está sendo fácil, sabe o povo brasileiro.

E, no entanto, até lá, fuja, fuja mesmo, de todos os que representam o poder. Certo, há as injunções institucionais, mas não vá além.

Dê  perdido para o Temer, Gilmar Mendes, ao ardiloso PSDB – Aécio, Serra – invente mil desculpas para não receber os enviados de Lula, os bate-paus do Renan, Sarney, Jucá, e outros tubarões menos agressivos e insinuantes.

Alegue, as mulheres fazem isso muito bem, e a vida nos ensina não poder vivermos sem elas, versões dissimuladas.

Tendo que rebê-los, faça cara feia, conte padecer, até hoje, de cólicas que tanto penalizam as mulheres, enfim, os receba a todos emburrada.

De cara feia.

Sim, porque não poucos vão chorar aos seus ouvidos. Mao já alertava que o verbo é mais contundente que o fuzil. 

Ele se presta a tudo; adular, confundir, envenenar, edificar.

Sentindo-se só, procure o povo.

Encontrando o amolador de facas, os deve haver ainda em Brasília, puxe um dedo de prosa. 

Convide a moça que lhe ajuda  em sua casa para tomar um café, amanhã, domingo, com a família, trazendo o pai, a mãe, os avós, os havendo ainda. Puxe conversa com qualquer pessoa simples.

Esses encontros vão fortalecer seu espírito, engrandecer sua alma, que pequena nunca foi, podemos imaginar.

Quarta-feira, então, se volte graciosa, sorridente, para toda essa gente do cume da pirâmide.

Faça até um afago no Renan, mande flores à primeira-dama, diga a amigo de Collor que começa com ele a modernização da economia brasileira, e pergunte, via telefonema rápido, ao Sarney, pela saúde da Roseana.

Não esqueça, pelo amor de Deus,  a quem a Senhora  quase sempre invoca, de pedir ao Suplicy avisar ao Lula que ela tem rezado, e muito, pela saúde de dona Marisa Letícia.

Tudo isso, e muito mais, só será possível se na 3ª feira a Senhora já tiver homologada as delações que vão ajudar a por mais um tijolo nesse lindo renascer, melhor, nascer, de um país depurado, um Brasil que aposta em mudanças, depois de 500 anos de mentiras e empulhações. 

Abs cordiais de um Zé Ruela que a admira muito

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s