Home

 

presidiosA cidade de Manaus não retornou à paz, cessadas, por enquanto, as mortes bárbaras, com degola dos inimigos, nos presídios da capital.

Existem ainda 145 foragidos, que fugindo das matanças nos dois presídios, pairam, como num filme de terror, sobre a população.

Os foragidos sabem que, descobertos nas matas, sem testemunho, não serão poupados pelas tropas de choque.

Por isso sabem; melhor permanecer na cidade, caso sejam capturados.

Numa realidade assim, ninguém, na população, pode circular tranquilamente.

Em 2006, na capital paulista, no primeiro grande levante do PCC, depois de 9 dias de barbárie, o Governo do estado foi obrigado a negociar.

Pelo menos é o que se sabe.

Agora, em Manaus, consta que o atual Governo foi eleito com o apoio do FDN, facção que na passagem do ano assustou o país e o mundo, com a recorrência de degolar seus adversários.

Não demora, podemos suspeitar, as grande cidades brasileiras precisem conviver com uma realidade inimaginável: as facções criminosas fizeram o estado brasileiro refém de suas demandas.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s