Home

conteiner-corpos-manaus

Familiares de detentos ficaram desesperados por informações

Poucos filmes de horror conseguiriam efeito tão assustador.

Conteineres do IML do Amazonas, lotados do que sobrou dos corpos esquartejados do massacre do Complexo Penitenciário Anísio Jobim, em Manaus, circularam sem rumo aguardando a presença de peritos para identificar as 56 vítimas do terror.

Os salários dos profissionais estão atrasados.

Sem isso os parentes não podem enterrar os seus mortos, e, por óbvio, tampouco responsabilizar o estado, que tem a custódia de todos os seus detidos.

Há mais; menos da metade dos presos eliminados, pertencia às duas facções que se enfrentaram – FDN e PCC -.

Ainda há mais; o Juiz Honório de Valois, que ajudou na pacificação da barbárie e por eles foi convocado, é uma autoridade polêmica.

Responsável pela Vara de Execução Penal do Tribunal de Justiça do Amazonas, já foi alvo de busca e apreensão na 2ª Fase da Operação La Muralla, do Ministério Público Federal.

Ele aparece nas interceptações de comunicação de integrantes da FDN realizadas pela Polícia Federal.

Os que celebraram a matança, com o argumento de menos bandidos no país e menos custos ao estado, talvez tenham sido injustos.

A maior parte dos que foram trucidados e esquartejados, já foi dito, cometeu crimes, mas certamente menores do que foi feito, numa  associação perversa e criminosa da elite política com empresários brasileiros de grande porte.

O mundo inteiro está fazendo a crônica desses crimes, que produziram 12 milhões de desempregados, retiraram escolas de milhares de jovens e crianças, saúde dos que precisam, e segurança reclamada em todas as cidades brasileiras.

Antes de julgar, é de bom senso se informar.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s