Home

sergio-cabral-e-lula-2

A coluna do Elio Gaspari, publicada aos domingos, pela credibilidade e apuração, praticamente pauta os “jornalões” da mídia brasileira na semana que se segue.

O “italiano”, assim era conhecido nos idos da Faculdade de Filosofia, atual UFRJ, produz verdadeiras joias em sua coluna.

Ontem, domingo, ele publicou trechos de uma entrevista do professor Luiz Werneck Vianna, em que ele chama a rapaziada do MPF e do Judiciário, de “tenentes de toga”.

Resgata, assim, o movimento tenentista dos anos 20 e 30, que pelos excessos e afoiteza, foram posteriormente “engolidos” por Getúlio.

Lá pelas tantas o ilustre professor Werneck chama a atenção que uma coisa é combater a corrupção, falando dos “tenentes de toga”, outra é o cumprimento da lei, já o “esculacho é outra, as fotografias de Sergio Cabral e de sua mulher com uniformes de presos foram um esculacho”.

Interessante a solidariedade no topo da pirâmide, a cumplicidade entre as elites.

Com todo o respeito pela sapiência do venerando professor, podemos dizer que esculacho é um estado quebrado, crianças sem escolas, doentes sem hospitais, segurança derretida, servidores sem salários, humilhados com cesta básica, e outras coisas não menos desastrosas, legado global deixado por Cabral, sua Adriana Ancelmo e da grande aliança entre PMDB e PT, nos doces anos do Lulopetismo.

Sim, não falamos em quadrilha.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s