Home

trotski-e-frida

O assassinato de Leon Trotski, em agosto de 1940, vai, queiramos ou não, redesenhar a segunda metade do século 20. Para o bem ou para o mal.

O stalinismo devorou seus líderes, – Bukharin, Zinoveiv, Kamenev, e tantos outros, – afora Trotski, o criador do Exército Vermelho que consolida a revolução socialista de 1917.

Expulso do PC russo, por imposição de Stalin, em 1927, ele passa a viver como desterrado, levando o que foi possível de sua família, com defecções e suicídios, em busca de asilo, o que lhe era sempre negado.

O mundo acompanhou essa perseguição, que terminaria no México, morto a golpes de picareta.

Casa, nos idos da juventude, com Natália Sedova, que lhe foi a companheira fiel, enquanto viveu. E, no entanto, ao se asilar no México, seu último refúgio, no final dos anos 30, hospeda-se na casa do pintor Diego Rivera.

E aí sua vida viveu a segunda grande revolução.  Apaixona-se, de forma incendiária, pela bela, desconcertante, lésbica e liberada Frida Kahlo, não menos artista plástica.

E que artista, já que o tempo ratificou a sua obra.

Casada com Diego Rivera, já com a paralisia tomando o seu corpo, corresponde à paixão de Trotski, ou pelo menos estabelece o jogo, num cinquentão, cansado de guerra, até então alheio às loucuras da paixão, às sandices do amor burguês, aos delírios das entregas derramadas.

De Trotski, pode-se dizer, conheceu as duas paixões mais incendiárias que um homem pode experimentar; a paixão revolucionária, pela construção de um novo homem, e a paixão do desejo, a paixão dos poetas, a paixão dos que não temem  revelar os seus delírios.

A paixão dos loucos, e para essa não existe cura, não existe remédio.!…É a mais alienada das revoluções humanas!…

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s