Home

temer-e-calero

Existem mil maneiras para se derrubar um Governo: pronunciamentos militares, tropas nas ruas, mobilização popular.

E, no entanto, há uma única e implacável, sem armas, sem tanques, sem o ronco intermitente do povo nas ruas; perda de credibilidade.

Quem imaginaria que um anônimo diplomata, do qual nada se sabia, que ama os beatles, um garoto como passou a ser tratado entre seus pares, iria derrubar um Governo, que emergiu das cinzas de um anterior marcado por malfeitorias, propinas e mentiras?

O episódio Geddel Vieira, a inexistência de fronteira entre o público e o privado, sepultou a credibilidade e as esperanças no Governo Temer.

Pode-se imaginar um presidente da República, discutindo com um ministro, como impedir que um outro ministro não fique mais zangado, desde que se atenda a seus  interesses privados?

Geddel Vieira caiu, portanto, acabou a crise.

Não é verdade. Quem caiu de verdade, acabou, foi o Governo Temer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s