Home

sergio-cazbrl-e-lula-1

O Rio de Janeiro quebrou. Não é o primeiro. Do ponto de vista geopolítico é, juntamente com SP, os dois estados mais importantes do país, política e econômicamente.

RGS já quebrou. Mas agora o efeito dominó prosseguirá com mais força, mais visibilidade.

Dizer quebrou é quase não dizer nada. Para os que aqui vivem, para os que não vivem, mas têm interesses e relações socioeconômicas, para imagem do país no exterior, não é pouca coisa.

Não foram só a maldição do petróleo e a incompetência de gestão.

Houve a parceria, estreita, de Sérgio Cabral(PMDB) e Luís Inácio(PT), desaguando num processo de corrupção  até então inédito em toda a história do estado.

O anel de diamantes – R$800 mil –  da soberba Van Cleef, no coração da nobreza europeia, um dos mimos do Fernando Cavendish, o homem da Delta, à esposa do ex-governador, Sérgio Cabral, é apenas um reles detalhe.

Chama a atenção, agride, claro, mas foi um mimo insignificante comparado com o conjunto dos crimes que levou o estado do Rio de Janeiro à falência.

E, no entanto, os dois – Lula e Cabral – ainda sequer, até hoje, viram uma nesga de Sol quadrado, e olha que gente poderosa está mofando nos presídios de Curitiba.

Lula tem razão; somos um país das “zelites”, onde ele hoje, e sua patota, os intocáveis do PT e do PMDB, por continuarem  soltos, são um exemplo soberbo.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s