Home

bOTA  - PISCINA

O envelhecimento começa antes mesmo do primeiro berro à luz do Sol. Ou no escuro de um recinto, onde nascemos.

Nesse momento já somos mais velhos que o feto, através do qual iniciamos a sofrida caminhada.

Hoje, em cima da enseada de Botafogo, na escuridão da madruga que se despede, onde as braçadas na piscina são feitas com vigor, já que na raia, de 3, 4 apressados ninguém suporta à frente, um nadador pouco veloz, ou quase leso, dando bobeira, foi, logo depois, levantada a questão da velhice, no vestiário.

Vai saber Deus por quê.

O vestiário do Bota é o espaço dos grandes debates, onde se sinalizam as direções da política, os rumos do mundo, e até a revelação de novos amores.

Dos velhos já não se falam, por terem perdido a graça, não merecerem mais chamadas de 1a página. Isto para os que perderam o encanto do amor, da paixão.

Sou de um mundo onde não havia adolescência, e a infância era fugaz, prosseguindo com o tema inicial para não me perder. Me absolvam pelas divagações.

Começar a trabalhar aos 7, 8 anos de vida, no mundo da roça, das beiras de rio, ou no interior da selva, significa dizer não haver adolescência.

Tanto para os meninos, como para as meninas.

Meu primeiro emprego foi aos 9 anos, e dele tenho boa memória, numa casa velha de fazer cigarros arromba-peito, exceto por viver vomitando, pelo cheiro das folhas.

A celebração da juventude, e a depreciação da velhice são posturas novas do processo civilizatório.

Lá atrás não havia disso, até porque, na Europa, nas primeiras décadas do século passado, a expectativa de vida não ia além dos 40 anos.

E, no entanto, voltando à vaca fria da enseada, onde nas proximidades morreu afogado Escobar, na praia do Flamengo, aquele que teria namorado Capitu, mulher do seu maior amigo, Bentinho, a velhice foi levantada porque um dos nadadores lembrou um detalhe curioso e fora do eixo, vamos imaginar.

– Escobar suicidou-se. Foi tomado de culpa tão profunda, que não teve outra saída.

Perplexidade geral.

– Já Bentinho, prosseguiu, penaliza Capitu, decretando seu exílio para Europa, e ficando feliz pela morte do suposto filho de Escobar, o Ezequiel, que na verdade era seu, porque envelheceu.

Houve protestos. E o nosso parceiro de braçadas, completou:

– Quando vamos envelhecendo, vamos ficando amargos, intolerantes. E passamos a ser envenenados pelos nossos demônios interiores. O próprio Machado de Assis deve tê-los conhecido e sua obra o revela.

Resultado da soma: natação também é cultura. Não exatamente intelectual…Mas cultura…

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s