Home

Mec 1Meca

Lá atrás, há dezenas de séculos, a peregrinação à Meca, a cidade mais sagrada do Islã, reunindo muçulmanos do mundo inteiro, era uma epopeia.

Continua sendo. O volume desses peregrinos nunca é menor, nos dias atuais, a 2 milhões de religiosos.

Pois bem; agora, recentemente, essa peregrinação estava em Mina, a 5 km de Meca, buscando apedrejar o Diabo, conforme o fazem todos os anos.

No tumulto dessa caminhada, longa, dolorosa, dois grupos distintos, todos muçulmanos, se encontram, sob um calor de 45 graus, e o pior acontece, resultando na morte de 782 peregrinos e 900 feridos.

A maioria morreu por asfixia, não houve conflito.

Queriam apedrejar o Diabo e terminaram morrendo em massa, apedrejados por ele, o que não é raro, e Asmodeu  deve ter emitido gargalhadas satânicas.

No Oriente Médio, Síria, Líbia, Iraque, Irã, Afeganistão, entre outros, continuam mergulhados em guerras, e todas têm um viés religioso, embora professem o mesmo Deus.

Vejam a loucura.

Douglas Adams observa que a fé religiosa é dona de um privilégio único: está além e acima de qualquer crítica.

Não se pode dizer que as guerras emanam apenas de conflitos religiosos, dos deuses distintos.

Até porque no caso do Oriente Médio é o mesmo Deus. E, no entanto, ajudam a alavancar as disputas econômicas nem sempre tão visíveis.

Até porque, embora existam muitas religiões, há o Deus dos muçulmanos, o Deus católico, o Deus evangélico ou judeu, mas tenho certeza que o meu sim, é autêntico, e o Deus dos outros não é  verdadeiro, legítimo.

E tome guerra entre os homens, desde o começo dos começos, conforme dizem os índios Kamaiurá. 

O cientista Richard Dawkins, num de seus livros, “Deus – Um Delírio”, observa que Deus ou Alá são cientificamente improváveis  e que crer neles não só é inútil, como supérfluo, além de prejudicial.

As guerras religiosas, na história da humanidade, têm demonstrado essa desconcertante e dolorosa verdade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s